Pessoas que vivem com tuberculose devem fazer teste de HIV

Tags:, , , ,

24/03/2010 – 18h

tuberculoseDe 2002 para 2008, número de testes de HIV realizados no Brasil subiu de 26,7% do total de pacientes com tuberculose para 48%. Quanto mais precoce o diagnóstico, melhores são as chances de sobrevida dos atingidos pela co-infecção

No Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde alerta para o fato de que a doença é a principal causa de morte entre pacientes com HIV/aids no mundo. Dos casos diagnosticados de tuberculose no Brasil, cerca de 10% são de pessoas também infectadas com o HIV. A taxa de mortalidade na co-infecção de HIV e tuberculose é de 20%.

Para reduzir os danos causados aos pacientes, o governo brasileiro tem como estratégia a rápida identificação dos casos de co-infecção. Quanto mais precoce o diagnóstico, melhores as chances de sobrevida. Em 2004, foram ofertados apenas 140 mil testes de HIV. No ano de 2009, o Ministério da Saúde distribuiu 2,448 milhões de testes rápidos à população.

A conseqüência da política de ampliação ao acesso é que em 2002 apenas 26,7% dos pacientes com tuberculose haviam feito o teste de HIV. Em 2008, este percentual subiu para 48%. Na análise dos dados referentes aos estados, verifica-se em todas as regiões do país o aumento no número de testes realizados.

Fonte:  Agência de Notícias da Aids

Data de criação: 24/03/2010
Última atualização: 25/03/2010

Tags:, , , ,

Textos relacionados:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

3 Comentários Publicados

  1. elaine dutra vieira disse:

    todos nós iremos partir desse mundo um dia,mais que pelo menos,tenhamos tido uma vida vida digna,se cuide,e ñ tenha preconceitos de pessoas com essa doença,não é disso que elas precisam,mas sim,de pessoas amigas ao lado delas.

  2. claudia furtado disse:

    Boa noite
    Gostaria de saber como posso lidar com o preconseito da famila ,quando o paciente esta tuberculoso,pois encontro no meio dessa situaçaõ .
    Tomo conta de um paceinte no domicilio.
    Estao tratando como se fosse um bixo.
    Como devo fazer?
    Pois ele se encontra com Depreçaõ poderia me ajudar.
    obrigada

    • Aids Hiv disse:

      Claudia, acreditamos que informação é que faz a grande diferença quando tratamos de preconceito. pegue folderes, livros, revistas que tratam sobre o assunto, sobre a importância do apoio da família. mostre que aids é uma doença crônica como uma diabetes, hipertensão ou hepatite. uma sementinha pode ser plantada e isso pode fazer toda a diferença. tudo d ebom

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem