Pesquisadora piauiense busca incentivo nos EUA para o combate à AIDS

15-04-2010 11:11:00

A enfermeira e pesquisadora piauiense Olívia Dias de Araújo está nos Estados Unidos desenvolvendo atividades e buscando recursos financeiros para a melhoria da qualidade de vida de grupos vulneráveis à AIDS. Esta ida tornou-se possível pelo auxílio da League of Women Voters e do Departamento de Estado Americano. O grupo de enfermeiros, composto por seis colombianas e três brasileiras, está conhecendo a saúde governamental e o processo político administrativo dos EUA.

A professora Olívia Dias é egressa do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Enfermagem da Universidade Federal do Piauí, onde sob a orientação da Professora Dra. Inez Sampaio Nery escreveu a dissertação As representações sociais da AIDS elaboradas por prostitutas. No trabalho, a pesquisadora percebeu que as prostitutas envolvidas representam a AIDS como doença do outro, própria de outras pessoas, o que favorece, sobremaneira, a disseminação da doença de forma silenciosa e imperceptível no seu cotidiano.

Espera-se o retorno desses profissionais ao Brasil, para assim iniciarem seus planos de ações na tentativa de reduzirem a vulnerabilidade destes grupos sociais.

Fonte: UFPI

Data de criação: 22/04/2010
Última atualização: 22/04/2010

Veja também:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem