Ministério da Saúde distribui medicamento atazanavir em todo Brasil

Tags:, , , , , ,

Antirretroviral é usado por 33.250 pacientes com aids no país; primeiro lote garante estoque até junho e duas novas remessas devem chegar no fim de abril

Todas as 700 unidades dispensadoras de medicamentos do Brasil, presentes em todos os estados e no Distrito Federal, já estão abastecidas com o medicamento antirretroviral atazanavir 300 miligramas – um dos 20 utilizados no tratamento da aids, fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Cerca de 2 milhões de cápsulas, componentes do primeiro lote do medicamento previsto para entrega em 2011, tiveram a distribuição concluída no fim da última semana. A quantidade é suficiente para abastecer o Brasil até meados de junho (veja a grade de distribuição abaixo, por unidade federada). Outros 2,9 milhões de cápsulas, também do primeiro lote, aguardam certificação do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e devem ser entregues nas próximas semanas.

Uma segunda remessa da formulação de 300mg, com 4,9 milhões de cápsulas, está prevista para chegar ao país até o fim de abril. O terceiro e quarto lotes do medicamento (também com 4,9 milhões de cápsulas, cada um) deverão ser entregues no segundo semestre, em agosto e dezembro.

No total, ainda serão distribuídas mais 14,7 milhões de cápsulas, até o final do ano. Cada remessa garante estoque por aproximadamente quatro meses.

Atualmente, 33.250 pessoas com aids tomam o atazanavir 300mg no Brasil. A droga é utilizada, geralmente, em esquemas terapêuticos iniciais, ou seja, em pacientes adultos que estão começando o tratamento.
O medicamento existe, também, na formulação de 200 miligramas, cujo estoque está regularizado em todo o país. Aproximadamente 7,5 mil pacientes utilizam a formulação de 200mg.

No início de março, o Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais, da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, emitiu nota técnica orientando os serviços de saúde para a substituição, quando necessário, do atazanavir 300mg por outros medicamentos de mesma classe e eficácia.

“Adotamos todas as medidas para que não houvesse descontinuidade no tratamento dos pacientes de aids do país que utilizam este medicamento”, afirma o diretor do Departamento, Dirceu Greco.

O Brasil é um dos países que oferecem acesso universal ao tratamento da aids. Todos os portadores do HIV residentes no país que desenvolvem a doença recebem os medicamentos por meio do SUS.

Atualmente, 200 mil pessoas recebem os medicamentos antirretrovirais. Metade deles é produzida por laboratórios nacionais e a outra metade é importada – como é o caso do atazanavir.

LOGÍSTICA – O levantamento do quantitativo de medicamentos suficientes para abastecer o Brasil é realizado por meio de relatórios gerenciais, enviados pelos estados e pelo Distrito Federal.

O Ministério da Saúde é responsável pelas compras e pelo repasse dos antirretrovirais às Coordenações de DST e Aids de cada unidade da federação, que por sua vez têm a atribuição de encaminhá-los para os municípios.

Antes de serem encaminhados aos estados, os lotes de medicamentos importados precisam da aprovação e liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Receita Federal. Com a documentação regularizada, seguem para o Almoxarifado Central do Ministério da Saúde, em Brasília. Posteriormente, são enviadas aos almoxarifados dos estados.

No caso dos medicamentos nacionais, eles partem diretamente dos laboratórios produtores para os almoxarifados estaduais. O transporte para as unidades dispensadoras de medicamentos é aéreo ou rodoviário.

GRADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ATAZANAVIR (ATV) 300mg
ESTADO Nº MÉDIO DE USUÁRIOS Nº DE CÁPSULAS DATA DA ENTREGA
ACRE 55 960 25/3/2011
ALAGOAS 130 7.500 24/3/2011
AMAZONAS 550 21.000 25/3/2011
AMAPÁ 45 3.000 25/3/2011
BAHIA 1.100 60.000 24/3/2011
CEARÁ 750 60.000 25/3/2011
DISTRITO FEDERAL 600 57.000 24/3/2011
ESPÍRITO SANTO 420 30.000 25/3/2011
GOIÁS 615 87.000 24/3/2011
MARANHÃO 270 24.000 24/3/2011
MINAS GERAIS 2.500 189.000 24/3/2011
MATO GROSSO DO SUL 210 18.000 25/3/2011
MATO GROSSO 310 21.000 24/3/2011
PARÁ 410 30.000 24/3/2011
PARAÍBA 240 15.000 24/3/2011
PERNAMBUCO 700 60.000 24/3/2011
PIAUÍ 90 6.000 24/3/2011
PARANÁ 2.150 126.000 24/3/2011
RIO DE JANEIRO 6.180 207.000 25/3/2011
RIO GRANDE DO NORTE 140 9.000 24/3/2011
RONDÔNIA 55 3.000 24/3/2011
RIO GRANDE DO SUL 3.050 255.000 25/3/2011
SANTA CATARINA 1.950 144.000 24/3/2011
SERGIPE 105 9.000 25/3/2011
SÃO PAULO 10.600 621.000 25/3/2011
TOCANTINS 25 3.000 24/3/2011
Total 33.250 2.066.460 -
NOTAS:    
(1) O Estado de Roraima não foi incluído na Grade porque não há usuários de ATV 300mg.
(2) O Estado do RJ recebeu 189.000 cápsulas (6.300 frascos) e o Município 18.000 cápsulas (600 frascos), ambos no dia 25/3/2011.
(3) O Estado de SP recebeu 501.000 cápsulas (16.700 frascos) e o Município 120.000 cápsulas (4.000 frascos), ambos no dia 25/3/2011.

Fonte: Ministério da Saúde

Data de criação: 30/03/2011
Última atualização: 30/03/2011

Tags:, , , , , ,

Textos relacionados:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

1 Comentário Publicado

  1. Aids Hiv disse:

    Nickson, tem direito sim. antes é importante que alguém pegue as informações dos documentos necessários e outras dados nos serviços de assistência especializadas. você pode conseguir os endereços da sua cidade no site: http://www.aids.gov.br/endereco_localizacao?city=&tid=54

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem