Governo estimula reprodução planejada de portadores de HIV

04 de maio de 2010 • 06h19 • atualizado às 06h22

O Ministério da Saúde prepara um documento em que estimula portadores do vírus da Aids interessados em ter filhos a fazer sexo sem proteção, em datas e condições de saúde específicas. Apesar de não eliminar completamente as chances de transmissão do HIV, o texto cita estratégias para se reduzir os riscos. De acordo com o ministério, a maioria dos soropositivos não tem acesso a tratamentos de reprodução assistida para tentar engravidar. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo Andrea da Silveira Rossi, consultora técnica do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do ministério, os riscos de transmissão são muito menores se o casal planejar a gravidez na melhor fase clínica do tratamento da Aids. Isso inclui estar com a carga viral indetectável e elevada quantidade de células de defesa, além de não ter outras doenças crônicas associadas, infecções ou outras doenças sexualmente transmissíveis e planejar a relação para a data exata do período fértil. Após a relação desprotegida, o documento recomenda que o parceiro sem HIV tome os antirretrovirais como prevenção.

Fonte: Terra

Data de criação: 11/05/2010
Última atualização: 11/05/2010

Veja também:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem