Estudo vai descobrir por que populações vulneráveis não fazem o teste de HIV

Tags:, ,

Descobrir o motivo de populações vulneráveis não fazerem o teste de aids é o principal objetivo do estudo População vulnerável face ao teste anti-HIV no Brasil. Respostas institucionais e experiências individuais em Fortaleza, realizado por meio da cooperação Brasil – França. Conduzido pela médica epidemiologista Ligia Kerr e pelo antropólogo Carl Kendall, a pesquisa busca conhecer os fatores que incentivam e embarreiram a testagem de profissionais do sexo e homens que fazem sexo com homens. Até o momento, foram realizadas 40 entrevistas qualitativas.

A pesquisadora pode adiantar que a falta de informação sobre os locais que realizam o exame para aids está entre as principais causas da baixa testagem, apesar de 60 de 94 unidades de saúde oferecerem os exames. “Outros não fazem o teste porque não querem saber se tem HIV. E ainda, mais de 50% das pessoas com mais de 50 anos chegam aos serviços muito tarde, após o início dos sintomas”, comentou Ligia. Com o estudo, será possível aprimorar as campanhas de prevenção. “Muitas vezes uma informação simples, como os endereços das unidades de saúde não está disponível”, alertou Ligia.

O estudo começou em março de 2010 e é resultado de uma parceria entre a Universidade Federal do Ceará e as universidades de Tulane (EUA) e Paris 10 (França).

Fonte: Agência Aids

Data de criação: 15/04/2011
Última atualização: 15/04/2011

Tags:, ,

Textos relacionados:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem