Dez milhões de mortes por aids podem ser evitadas no mundo até 2025

Dez milhões de mortes por aids podem ser evitadas no mundo até 2025 e um milhão de pessoas podem deixar de ser contaminadas por ano se os países reformularem o tratamento e as políticas de prevenção à doença. A ideia é do Programa das Nações Unidas para HIV/Aids (Unaids), que quer criar uma estratégia mais simples para tratar e prevenir a aids, como criação de pílulas com menos efeitos colaterais, diagnóstico fácil e rápido, maior acesso aos antirretrovirais como forma de evitar a transmissão da doença e adesão de agentes voluntários nas campanhas de prevenção.

De acordo com estimativas da Unaids, existiam 33,4 milhões de pessoas com aids no mundo até o final de 2008. Naquele mesmo ano, 2,7 milhões pessoas foram infectadas e 2 milhões morreram em decorrência da doença. A Unaids constatou ainda redução no número de casos da doença entre jovens. A incidência da doença caiu 25% entre a juventude de 15 dos 25 países com os maiores índices de aids, principalmente no Continente Africano – meta que foi fixada pelas Nações Unidas.

Fonte: Correio Brasiliense

Data de criação: 21/07/2010
Última atualização: 21/07/2010

Veja também:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem