Brasil possui 350 mil portadores de AIDS

25.Mar.2010

Durante a abertura do Projeto Rádio Prevenção em Ponta Porã, o Diretor-Presidente do IEDHI, Roberto da Costa Cunha, passou números reveladores sobre a AIDS no país.
Roberto Cunha enfatizou que no início dos anos oitenta a doença chegou ao país, alcançando principalmente os homens da classe média alta. “Para cada vinte e nove casos, apenas um era relacionado a mulher. Os homens eram as maiores vítimas, em sua maioria de classe alta do país e moradores dos grandes centros, como Rio de Janeiro e São Paulo”.
Segundo revelou Roberto Cunha, após de vinte anos, este quadro mudou, passando de cada dois casos, um é do gênero feminino, em regiões de fronteira, os índices são mais alarmantes, ou seja, 50% para cada gênero. “Esta é uma triste e grava constatação, por este motivo é fundamental a comunicação e informação.Estes números apontam que as mulheres, não estão conseguindo convencer os parceiros a utilizar o preservativo” frisou Roberto, ressaltando que “uma doença que antes era das grandes cidades, hoje chega com força no interior e em todas as camadas sociais”.
Ele lembrou ainda que atualmente existem cerca de 350 mil portadores de AIDS em todo país, que constam nos registros e são acompanhados pela saúde pública. “É lamentável, mas poderia ser pior se não existem os programas de combate a AIDS no país.A Organização Mundial de Saúde, previa que até 2010, existiriam cerca de 1 milhão de portadores de AIDS no país, mas graças as iniciativas de prevenção, o governo brasileiro conseguiu reduzir este número em até 50%, mas precisamos melhorar ainda mais através de campanhas preventivas” salientou.
Atualmente o país investe cerca de um bilhão e quatrocentos milhões de reais no Programa de Combate a AIDS, deste montante R$1 bi é reservado para compra de medicamentos aos portadores da doença e o restante para projetos de prevenção, como campanhas educativas e distribuição de preservativos, e verbas para os municípios.

Fonte: Progresso

Data de criação: 31/03/2010
Última atualização: 31/03/2010

Veja também:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem