Aids continua infectando 7 mil pessoas por dia

Tags:, , ,

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, apresentou um relatório, nesta quinta-feira, sobre a situação do HIV/Aids no mundo. Apesar de ganhos, na última década, a doença continua infectando 7 mil pessoas por dia; mil são crianças.

No documento, lançado em Nairóbi, no Quênia, Ban disse que 30 anos após o surgimento da doença, os investimentos para combater o vírus e tratar os pacientes começam a mostrar resultado. Atualmente, mais de 33 milhões de pessoas vivem com HIV, quase 70% deste total estão na África Subsaariana.

O relatório “Unidos pelo Acesso Universal: A Caminho de Zero Novas Infecções, Zero Discriminação e Zero Número de Mortes Relacionadas à Aids”, é uma preparação para o encontro de alto nível sobre HIV/Aids, marcado para junho na sede da ONU.

Entre 2001 e 2009, o número de novas infecções em 33 países, incluindo 22 da África Subsaariana caiu ao menos 25%.

Até o fim do ano passado, mais de 6 milhões de pessoas estavam recebendo tratamento com antiretrovirais em países de rendas baixa e média. E a cobertura de serviços para prevenir a transmissão do HIV da mãe para o bebê ultrapassou 50%.

Tuberculose

Ban Ki-moon pediu à comunidade internacional que apoie as recomendações do documento para continuar a luta contra o vírus.

As medidas incluem a redução pela metade da contaminação por via sexual para jovens, homens que fazem sexo com homens, no contexto de trabalhadores do sexo, e a prevenção da contaminação por drogas injetáveis.

Uma outra recomendação do relatório é a eliminação da transmissão vertical do HIV, de mães para bebês e a redução em 50% de mortes de pacientes soropositivos.

A ONU pede ainda tratamento com antiretrovirais para cerca de 13 milhões de pessoas. E acesso à educação de órfãos e crianças fragilizadas pelas doença.

Fonte: Correio do Brasil

Data de criação: 05/04/2011
Última atualização: 05/04/2011

Tags:, , ,

Textos relacionados:

AIDS | HIV nas redes sociais

  • orkut
  • twitter
  • facebook
  • youtube
  • rss

Deixe sua mensagem

Lembramos que a equipe do site AIDS/HIV é formada por jornalistas. Portanto, as informações encontradas no site NÃO dispensam as orientações médicas. O nosso objetivo é informar e nunca substituir a palavra de um médico.


(obrigatório)

(obrigatório)

Mensagem